terça-feira, 16 de junho de 2009

Perder tempo

Estou no pico da época de exames (é essa a minha boa desculpa para não vir aqui escrever parvoices). O pior é que parece que quanto mais coisas tenho para fazer mais coisas arranjo para não as fazer.
Por exemplo, hoje tinha de estudar para um teste que vou ter amanhã. Coisa simples, só tenho de ter pelo menos 7 e estou safa. Ora, isto ainda desmotiva mais uma pessoa!
Acordei ainda antes das 8 mas só me sentei para começar a estudar às 10:30. Lá planeei o estudo. "De manhã vejo até aqui, à tarde a outra parte que falta". As horas vão passando, vão-se fazendo uns intervalos pelo meio. Fazem-se 2 chamadas, mandam-se umas 30 mensagens, lêem-se os blogs do costume e dá-se um saltinho a um ou outro que por qualquer motivo lá chamou a atenção. Vêem-se uns vídeos no youtube, lêem-se umas notícias, porque uma pessoa tem de estar informada, e o livro de histologia aberto em cima da secretária.
Hora de almoço. Comer rápido rápido rápido para ir estudar. Acabo de ver a matéria planeada para de manhã e... hora de pausa. Desta vez é tempo de ir ver o site da comissão de curso e consultar o e-mail institucional, não vá o professor de histologia decidir mandar um e-mail a dizer que afinal em vez de 500 páginas de matéria são 700. Felizmente o senhor não teve essa ideia e lá pude voltar ao estudo.
Toca o telefone. É uma daquelas pessoas com quem não falamos há meses. Conversa puxa conversa e lá se passam mais 20 minutos. Desligo e digo para mim mesma que "é agora!". Lá começo a ler aquela matéria super interessante com uma fúria gigante para despachar aquilo... e vou abrandando... abrandando... cada vez mais devagarinho... até que já estou a dormir em cima da secretária. No entanto foi por pouco tempo, isto porque tocou o telefone outra vez. Era um convite para ir para a praia que lá se transformou em mais uns 20 minutinhos de conversa.
De volta ao estudo. Lá se avançou mais qualquer coisa até que toca o telefone outra vez. Era o F. "Joaninha, sim.... olha, desde que te devolvi o GPS já tentaste pô-lo a funcionar? Não? Ah, pois é que comigo ele funcionou no primeiro dia mas depois deixou de funcionar, fiquei com medo de te ter estragado isso..." Pronto, lá fui ver o que se passava com o raio do GPS e não funciona mesmo. E quem me conhece sabe que sem GPS tenho sérias dificuldades em chegar ao fim da rua sem me perder.
Enfim, de mau humor estuda-se melhor e lá me voltei a sentar. De repente olho para o chão. Está sujo. Vou a correr buscar a Swiffer para limpar o chão quarto. E já que estou "com a mão na massa" limpa-se também o quarto do M, o hall e as escadas.
E pronto, por fim, lá me sentei a estudar até à hora de jantar.
Agora, para perder mais um bocadinho de tempo vim escrever aqui ao blog. Contudo, para quem esteja mais preocupado, a matéria está toda vista. Amanhã de manhã, até aos 2 minutos antes de o teste começar dá-se uma revisão geral que isto com um bocadinho de pressão em cima funciona muito melhor.

4 comentários:

Alexandra disse...

Como eu te compreendo...e muito!
Beijinhos**

É a Hora! disse...

Por que será que é sempre assim?

Jo disse...

Não sei... mas é facto que parece ser uma coisa generalizada:p
Mas já está feito;) Práticas de histologia: arrumadas:D

Morce disse...

Como eu te percebo. Hoje tinha aula até ao 12h, era só comer qualquer coisa rápida na faculdade para vir para casa fazer um trabalho que tenho para entregar na sexta feira. Fiquei na faculdade até as 14h15. Cheguei a casa às 16h, já tomei banho, já comi, e cá ando eu na ronda dos blogs para depois me ir então lançar ao trabalho.. ou lá está, tentar.
Essa do limpar a casa em vez de estudar, é que duvido que me aconteça, mas admiro-te por isso. ahah
beijinhos, e saudades pois claro.